flecha selvagem

Série em seis episódios que projeta o SELVAGEM para a linguagem audiovisual.

SOBRE A FLECHA

FLECHA é um filme de quinze minutos que projeta o SELVAGEM para a linguagem audiovisual. Um sonho que Ailton Krenak teve para adiar o fim do mundo. Em 2021 serão lançadas 6 flechas. É um audiovisual que não gerou imagens novas. Uma experiência fruto dos tempos que atravessamos, em que devemos aprender a lidar com a medida do possível, e mesmo assim continuar buscando a beleza. A flecha é uma forma de propagarmos os conteúdos pelos quais versamos no SELVAGEM, um ciclo de estudos sobre a vida que abre caminhos para a coexistência de saberes tradicionais, científicos e artísticos. As flechas são destinadas ao público geral e são também um convite para que escolas, universidades, pontos de cultura e projetos comunitários de educação acessem narrativas mais pluriversais. FLECHA SELVAGEM abre caminho para que sejam feitas novas perguntas, disponíveis gratuitamente no nosso canal YouTube com legendas em inglês.

Cada flecha é composta por uma narrativa na voz do AILTON  KRENAK , um roteiro escrito por ANNA DANTES , uma irradiante miríade de imagens ‘compostadas’ de diversos arquivos indígenas, artísticos e científicos, além de animações e músicas originais.

EN    FR

A SERPENTE E A CANOA

Viajamos por teorias científicas contemporâneas e memórias das culturas ancestrais. O fio condutor deste episódio costura duas narrativas: a da canoa cobra, memória originária de povos rio negrinos, e a serpente cósmica, presente em mitos de origem de diferentes culturas, vista como a dupla hélice do DNA, código de memória presente em tudo que é vivo. A viagem percorre uma sequência que entrelaça saberes indígenas e hipóteses científicas sobre o surgimento da Vida.

EN   FR   ES

O SOL E A FLOR

A segunda flecha, O SOL E A FLOR, associa diferentes visões sobre a relação do SOL com a vida na Terra. A partir de trechos do livro BIOSFERA, de Vladimir Verndasky, Ailton Krenak narra sobre a profunda interação dos raios cósmicos com a matéria verde, que transformam a Terra em um supra organismo vivo. Uma visão da vida onde tudo está absolutamente relacionado, das cianobactérias ao ozônio. A fotossíntese se apresenta como chave de manutenção do equilíbrio dinâmico e para a regulação da Biosfera. A Teoria de Gaia flui em diálogo com a suspensão do céu na compreensão yanomami.

Para além da narrativa científica, é uma flecha propulsionada, em sua essência, pela narrativa Guarani sobre Nhanderu, o desdobramento do escuro em sol e do sol em flor.

METAMORFOSE

Um canal de transformação que leva vida de uma forma a outra. Uma mesma vida conecta vários mundos. No entrelace das partículas que atravessam vidas e corpos, somos quimeras, seres multiespécies.

A flecha METAMORFOSE reúne conhecimentos dos povos Tukano e conta com a participação de João Paulo Lima Barreto, autor das obras WAIMAHSÃ: Peixes e Humanos e KUMUÃ NA KAHTIROTI-UKUSE, além da narração inicial de Naiara Tukano. O livro Metamorfoses de Emanuele Coccia é também fio condutor desta flecha que fala sobre transformação. A terceira flecha selvagem é motivada pelos ensinamentos Huni Kuin do Shuku Shukuwe, a vida é para sempre.

Em breve.

Em breve.

Em breve.