SELVAGEM

ciclo  de  estudos  sobre  a  vida
SOBRE

Selvagem – ciclo de estudos sobre a vida é uma experiência de articular conhecimentos a partir de perspectivas indígenas, acadêmicas, científicas, tradicionais e de outras espécies. Concebido por Anna Dantes, orientado por Ailton Krenak, produzido por Madeleine Deschamps e realizado por um coletivo que envolve parceiros, apoiadores, participantes e público.

 

QUEM SOMOS

Ailton Krenak:
Ailton é um pensador, ambientalista e uma das principais vozes do saber indígena.
Criou, juntamente com a Dantes Editora, o Selvagem – ciclo de estudos sobre a vida, que orienta e cujos encontros presenciais media. Vive na aldeia Krenak, nas margens do rio Doce, em Minas Gerais. É autor dos livros “Ideias para Adiar o Fim do Mundo” e “A Vida Não é Útil” (Companhia das Letras, 2019 e 2020).

Anna Dantes:
Desde 1995, por conta da Dantes Livraria, um sebo que ela abriu em 1994, Anna começou a ser chamada de Anna Dantes e assim ficou. A partir de 1997 a Dantes tornou-se também editora e, desde 2006, Anna se dedicou totalmente a essa atividade. O trabalho estende a experiência editorial para outros formatos – oficinas, revistas, curadorias, exposições, encontros, ciclos de estudo, filmes e outros projetos culturais. O site dantes.com.br conta um pouco dessa trajetória, mostrando trabalhos que conectam áreas de conhecimento diversas. Desde 2011, a Dantes envolveu-se com o povo indígena Huni Kuin no Acre no projeto “Livro Escola Viva”, que tem sido inspiração para o Selvagem. Anna é mãe de Lucas e Josué.

Madeleine Deschamps:
Francesa radicada no Brasil, Madeleine é produtora cultural e tradutora. Se formou em ciências políticas e tem mestrado em Gestão de Instituições Culturais na Universidade de Sciences Po, em Lille. De volta ao Rio de Janeiro, trabalhou dois anos no Escritório do Livro da Embaixada da França. Em 2019, fez um curso em escrita criativa na New School em Nova Iorque. Suas habilidades enquanto produtora cultural a aproximaram da Dantes Editora, com quem colabora desde 2018 na realização de livros e na produção geral do Selvagem – ciclo de estudos sobre a vida. Junto com Victoria Mouawad, forma uma dupla de tradução de ensaios de literatura, filosofia e artigos acadêmicos.

 

CONSTELAÇÃO SELVAGEM

Aberta a novos mundos, planetas, estrelas e cometas.

Lucas Sampaio Wagner, Digo Fiães, Fabio Scarano, Luiz Zerbini, Juliana Nabuco, Manuel Águas, Elisa Mendes, Lucas Canavarro, Bia Salgado, Bel Lobo, Vicente Mota da Silva, Camila Vaz, Raquel Dimantas, Isabelle Passos, Heloisa Franco, Victoria Mouawad, Pauline Deschamps, Angela e sua equipe JPG, Lidia Vales, Sérgio Besserman e toda a equipe do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, Flavia Aranha, Alice Worcman e o coletivo Organicidade, Jeremy Narby, Moisés Ashaninka, Luis Eduardo Luna, Luiz Gomes Lana Toramu Kehiri, Gustavo Porto de Mello, Gustavo Martinelli, Alexandre Quinet, Els Lagrou, Pedro Luz, Ayani Huni Kuin, Batani Hunikuin, Shikuani Huni Kuin, Bunke Huni Kuin, Tercio Araripe, Antonio Arvind, Beth Passi, Paula Dager, Bia Caiado, Adriana Ocelot, Humberto Maturana, Dorion Sagan, Antonio Nobre, Cristine Takuá, Carlos Papá, Dua Buse, Tereza Huni Kuin, Nete Huni Kuin, Katia Torres Ribeiro, Iole de Freitas, Luiz Alberto Oliveira, Rafaela Forzza, Ketty López, Ibã Sales Huni Kuin, Tiago Ibã Huni Kuin, Isaka Mateus Huni Kuin, Vera Fróes, Vincent Moon, Emanuele Coccia, Aliny Pires, Adriana Calabi, João Bienvenuti, Bia Saldanha, João Manuel Tui, Marcelo Piedrafita, Leonice Jaxuka, Natalício Karai, Sonia Ara, David Popyguá, Bea Salgado, Pedro Lago, Josué Santana, Regina Neves, Louise Botkay e Gabriel Sayad, Nana Carneiro da Cunha, Rodrigo Quintela, Gabriela Maciel, Lua Kali, Alexandre Nodari, Cecilia Cavalieri, Idjahure Kadiweu, Francy Baniwa, Ludivine Camus e Navedantes.

 

APOIADORES DESTA PLATAFORMA
REDE DE APOIOS