Skip to main content
Tag

Livros

Cadernos e LivrosCiclo Selvagem

TRAVESSIA SELVAGEM: Vigília da Oralidade na Plataforma SUMAÚMA

Abril de 2023, Museu Nacional do Rio de Janeiro. Quatro anos e meio depois de passar por um incêndio que consumiu a quase totalidade de seu acervo, em seus jardins aterrissou a nave Selvagem. Seis tendas iluminadas desenharam uma meia lua ao redor de uma fogueira, demarcando o espaço físico onde ganhou vida a Vigília da Oralidade: Memórias Ancestrais. Uma noite aquecida e iluminada pelo fogo e pelo calor de memórias que viveram através das falas e cantos de guardiões das palavras indígenas, griôs, quilombolas, acadêmicos e artistas conduziram um público de mais de 200 pessoas dispostas a fazer tamanha passagem. Um ponto central nessa noite inapagável foi o lançamento de Umbigo do Mundo, livro de Francy Baniwa e Francisco Baniwa, editado pela Dantes. Dessa vez o fogo deu a ver as páginas impressas e a harmonia das cores das ilustrações de Frank Baniwa, irmão de Francy. Cristiane Fontes, em reportagem para a Sumaúma publicada no último dia 15 de…
Mari Rotili
19 de maio de 2023
Artes e DesenhosCadernos e LivrosCantosCiclo SelvagemFilmes e FlechasUniversidades

CANTAR COM O QUE ATRAVESSA: Cadernos e Flechas Selvagens em experimentos vocais

Pytun Jerá – O Desabrochar da Noite é um Caderno Selvagem preparado a partir da fala que Carlos Papá fez na roda de conversas Céu, durante o Selvagem, ciclo de estudos sobre a vida no Teatro do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, em 14 de novembro de 2019.    Em 2023, estudantes de Expressão Vocal de 3ª fase do curso de graduação em Artes Cênicas da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), em Florianópolis, têm mergulhado nas páginas e entrelinhas dos Cadernos e experimentado no corpo as ativações contidas ali.    O entendimento do escuro como fonte da criação de vida atraiu a atenção e conduziu as investigações cênicas do grupo. Ive Luna, professora da disciplina, conta que a leitura conjunta de Pytun Jerá encantou a turma e gerou muita conversa. Na aula seguinte ela projetou o caderno Desligue as Luzes e Escute nas paredes da sala. Com desenhos realizados pela artista Zoé Dubus durante o Ciclo dos…
Mari Rotili
6 de maio de 2023
Cadernos e LivrosCiclo Selvagem

MUNDO LYNN, UMA SÍNTESE DE UM CICLO SIMBIÓTICO

. . . Ao longo do mês de março e no raiar de abril o Selvagem mergulhou no mundo de Lynn Margulis. Bióloga e cientista estadunidense, Lynn é uma grande estrela na constelação de autores que inspiram nossos estudos sobre a vida.    Apaixonada pelo mundo microscópico, sua radicalidade e brilhantismo contribuíram para o alargamento do entendimento sobre a vida, revelando que ela se fundamenta muito mais em associações cooperativas do que em mecanismos competitivos. Sua Teoria da Endossimbiose abalou as certezas da ciência e hoje é dos documentos mais importantes e inspiradores da biologia.    O ciclo Planeta Simbiótico aflorou do livro homônimo publicado pela Dantes Editora em 1º de dezembro de 2022 e foi realizado em parceria com a Escola de Botânica. Seu criador, o biólogo e botânico Anderson Santos mediou os encontros. Cris Muniz, da comunidade Selvagem, colaborou com o desenho e a organização do ciclo, que aconteceu em 4 momentos. O primeiro deles, no dia 13…
Mari Rotili
8 de abril de 2023
Cadernos e LivrosFilmes e Flechas

PLANETA SIMBIÓTICO EM BH

Em dezembro de 2022, o livro Planeta Simbiótico – um novo olhar sobre a evolução, de Lynn Margulis, foi publicado pela Dantes. Ele é o nono integrante da família de livros Selvagens da editora. Através dele a bióloga nos contagia com a ideia de que a vida é criada em colaboração, numa dança de seres que cooperam entre si através dos tempos. Lynn alia sua visão insurgente e generosa da vida, inspirada no que avista nas lâminas de seu microscópio, e a amplia para as trocas simbióticas que sustentam ecossistemas, desestabilizando as bases do pensamento biológico estabelecido até então. Os lançamentos do livro têm sido acompanhados de exibições do documentário SYMBIOTIC EARTH, How Lynn Margulis Rocked the Boat and Started a Scientific Revolution (2018), do diretor John Feldman. A mais recente delas aconteceu em Belo Horizonte, em 20 de janeiro, no Cine Santa Tereza, seguida de comentários do professor de física Gustavo Rodrigues Rocha, que trabalha com história e filosofia…
Mari Rotili
17 de fevereiro de 2023
Artes e DesenhosCadernos e Livros

GESTA

Série fotográfica criada em resposta ao fascínio pelas ideias que Emanuelle Coccia traz em seu livro Metamorfoses (Dantes, 2020). Angi me convidou para fotografá-la grávida de Gil. Sugeri que ela conhecesse o livro e que a gente experimentasse algo a partir da visão de um corpo que gesta algo que já está, na contínua manifestação de uma mesma vida, no fluxo infinito e vital da memória cósmica. Um corpo-casulo de si e do mundo. “Mari querida, Vou te passar as anotações breves que fiz a partir das passagens mais tocantes do livro pra mim e que fazem mais sentido nesse limbo forte que é o puerpério, desde onde tento elaborar o processo de gerar e parir e a crise de identidade. Faz o que tu quiser a partir dessas notas, porque não fui além... Elas são menos reflexões e mais uma espécie de janela que abre pra eu respirar nela por um tempo, depois fecha.”. Fotos de Mariana Rotili com…
Mari Rotili
10 de fevereiro de 2023
Cadernos e LivrosConversasFilmes e Flechas

AGIR POUR LE VIVANT

Entre 22 e 28 de agosto de 2022, aconteceu em Arles, no sul da França, a terceira edição do Agir pour le Vivant , festival que une vários pensadores de diferentes gerações e países para refletir e construir uma sociedade dos vivos, onde a vida (humana e não humana) esteja acima de tudo.  Anna Dantes, Madeleine Deschamps, Cristine Takuá e Carlos Papá foram convidados a participar de palestras e da residência “Novos desenhos ecológicos". Junto a um grupo maior de participantes, eles refletiram a respeito dos discursos correntes sobre ecologia e cuidado com o meio ambiente e trabalharam para transformá-los em algo mais vivo, instigante, criativo e plural. Para isso, a residência colocou em contato perspectivas africanas, europeias e sul-americanas na busca por caminhos de habitar e agir no mundo a partir de saberes locais, criando diálogos que desenham novas utopias ecológicas e movimentam a construção de futuros desejáveis. Anna, Cris e Mada apresentaram a palestra “A humanidade que pensamos…
Mari Rotili
20 de janeiro de 2023
Artes e DesenhosCadernos e Livros

SÁ, UM ORATÓRIO PARA A TERRA

Metamorfoses, livro de Emanuele Coccia publicado pela Dantes em 2020, foi o ponto de partida das canções e peças corais compostas por Ligiana Costa para seu mais novo trabalho ‘SÁ – Um oratório para a Terra’. SÁ é o quarto álbum autoral de Ligiana, que é cantora, compositora e musicóloga e também um espetáculo que teve estreia em São Paulo, no Theatro São Pedro em 25 de outubro deste ano. Com produção musical de Dan Maia e Gil Monte, ambas as criações se ancoram na pesquisa vocal e dialogam com a tradição secular dos oratórios, marcadas pelo entoar dos temas das escrituras sacras. Numa cruza entre o universo lírico e experimentalismos contemporâneos, em SÁ os arranjos para vozes são tramados junto a elementos eletrônicos, formando um ecossistema diverso e metamórfico. Maura Baiocchi e Ligiana Costa. Foto: Soraia Costa   Energia cósmica imemorial, SÁ flui entre tempos, espaços e corpos, atravessando tudo o que é vivo, relembrando que cada forma é…
Mari Rotili
8 de dezembro de 2022
Artes e Desenhos

ARPILLERA INVISÍVEL

  Arpilleras são técnicas de bordado e criação têxtil populares enraizadas nas práticas de artesanias manuais das mulheres chilenas, em especial as da Isla Negra, onde este fazer surgiu. Suas linhas se expandiram através das criações de Violeta Parra, cantora e folclorista ícone do Chile, que fez da agulha mais um de seus instrumentos de luta e sonho. No Brasil, essa técnica ganhou corpo pelas mulheres do Movimento dos Atingidos por Barragens, trazendo para o mundo tátil as histórias de resistência de populações afetadas pelos crimes ambientais provocados pelas mineradoras. A arpillera que trazemos aqui foi feita por Flávia L., inspirada  no 'Livro dos Seres Invisíveis' do Dorion Sagan. Nas palavras de Flávia: "Arpillera feita em tecido com aplicação de têxteis feitos com impressão botânica e bordados. Participei do Ciclo Selvagem e apoio a causa indígena. Sou neta de uma indígena do Amazonas. Com o Ciclo de Estudos pude acessar cura e regeneração".
Mari Rotili
25 de novembro de 2022
Conversas

AQUELA QUE CHAMA AS CORES

  Lastenia Canayo, artista Shipibo-Konibo, esteve no Brasil pela primeira vez a convite do Selvagem Ciclo de Estudos. Também conhecida como Pecon Quena, ela viajou por muitas horas desde a Amazônia peruana para compartilhar suas visões e processos criativos. No sábado, dia 22 de outubro de 2022, ela esteve no Instituto Inclusartiz para uma conversa mediada por Anna Dantes e Paulo Herkenhoff, curador e crítico de arte. Contamos com a tradução de Anai Vera neste evento gratuito e aberto ao público. O nome Pecon Quena, que quer dizer “aquela que chama as cores”, lhe foi dado por suas avós. Também veio de sua linhagem feminina o dom de vivenciar conexões sutis com outros reinos da natureza. Filha mais velha de seis irmãos, ela gosta de pintar desde criança e contou ser a única que conduz e dá continuidade a esse dom. Suas criações são inspiradas no que aprendeu com suas ancestrais e em sonhos. Ela vê os donos das plantas…
Mari Rotili
22 de outubro de 2022
Cadernos e Livros

FLIP 2021 – Virada Vegetal por Pedro Meira Monteiro

Em matéria produzida pelo Portal Nexo, Pedro Meira Monteiro, professor de literatura e cultura brasileiras e diretor do Departamento de Espanhol e Português na Princeton University (EUA) indicou cinco publicações que deram corpo à virada vegetal que pautou a Flip – Festa Literária de Paraty em 2021. Junto de Emanuele Coccia e João Paulo de Lima Barreto, autores que fazem parte da constelação de referências do Selvagem Ciclo de Estudos, a Carta do chefe Seattle comentada por Ailton Krenak e publicada na seção de Cadernos do site do Selvagem também foi lembrada. Confira aqui: https://www.nexojornal.com.br/estante/favoritos/2022/10/01/5-livros-para-mergulhar-na-virada-vegetal
Mari Rotili
1 de outubro de 2022